Ocorreu um erro neste gadget

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Guarda Municipal é chamada para enfrentar resistência da Polícia Militar

Deputados decidiram ampliar poderio das guardas municipais após muita pressão contrária.
Deputados decidiram ampliar poderio das guardas municipais após muita pressão contrária.
Compartilhar: Compatilhar  Compatilhar  Compatilhar
Guarda Municipal é chamada para enfrentar resistência da Polícia Militar
O primeiro passo para ampliar a competência da Guarda Municipal foi dado com a aprovação da Proposta de Emenda à Constituição. Agora os guardas municpais estão sendo convocados para iniciarem uma nova batalha. A principal delas é vencer o lobby montado por setores da Polícia Militar, contrários a medida. Dê a sua opinião à proposta.
Data:  24/05/2011, às 21h56

Parlamentares defenderam nesta terça-feira (24) a aprovação da Proposta de Emenda à Constituição que amplia as competências das guardas municipais. A proposta, que está pronta para ser votada pelo Plenário, autoriza as guardas municipais a atuar na proteção da população. Atualmente, a instituição pode trabalhar somente no resguardo de bens, serviços e instalações municipais.
Um dos fatores mais importantes que impede a votação, na opinião do relator Arnaldo Farias de Sá, é o lobby de setores da Polícia Militar (PM) contra a ampliação das atividades da guarda municipal. “Todo coronel da PM da ativa é contra as guardas municipais, mas quando vai para reserva quer ser comandante dessas guardas”, afirmou.
O deputado Vicentinho (PT-SP) pediu aos guardas municipais que se mobilizem para cobrar dos parlamentares a aprovação do Projeto e para relançar a frente pró-guarda municipal.

O deputado Delegado Waldir (PSDB-GO) sustentou que toda guarda municipal deve ser armada. Atualmente, o Estatuto do Desarmamento prevê o porte de armas apenas para guardas municipais de cidades com mais de 50 mil habitantes. “Somos defensores de uma guarda forte, ao lado do cidadão, para ser policia comunitária e ostensiva em defesa da vida.”


Materia publicada no site//www.simnews.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário